Agrocorp / Agtech /


SRP GO, a aceleradora que promete bombar a cena agritech no Paraná

aceleradora de startups para a agricultura

Lançada pela Sociedade Rural do Paraná em parceria com o Sebrae e o Senai, a aceleradora SRP Go está em busca de soluções para os produtores da região

A Sociedade Rural do Paraná (SRP) lança nesta segunda-feira (29/5) a SRP Go, uma aceleradora de startups para o agronegócio. Desenvolvido em parceria com o Sebrae e o Senai, a iniciativa é fruto do Hackathon Smart Agro, realizado durante a ExpoLondrina desde 2016.

A aceleradora nasce com seis projetos, todos selecionados durante a edição deste ano do Hackathon Smart Agro. As seis startups serão mantidas por nove meses na SRP GO, com assessoria técnica e jurídica, com o objetivo de viabilizar o desenvolvimento dos projetos.

Embrião da aceleradora

A Hackathon Smart Agro 2017 contou com 60 participantes, que tinham como missão desenvolver um software para o agronegócio.

O vencedor do 2º Hackathon Smart Agro ExpoLondrina, realizado durante a feira de agropecuária na cidade paranaense entre os dias 7 e 9 de abril, foi um sistema de controle de ferrugem na soja.

Desenvolvido pela equipe Ferrugem Zero, formada por Gean Carlos Michelino Pistone Elias, Jean Carlos Fabiano dos Santos e Lucas da Silva Dias, o projeto consiste num aplicativo que utiliza dados da propriedade do agricultor e de terras vizinhas, para verificar a quantidade de esporos e as condições ambientais, umidade e temperatura para saber o momento correto de aplicar defensivos.

LEIA TAMBÉM

STARTUPS DE AGRITECH: BASF INDICA AS ÁREAS COM MAIOR POTENCIAL PARA EMPREENDEDORES
COMO O MICRO VENTURE CAPITAL PODE TIRAR SUA STARTUP DO “VALE DA MORTE”
REPORTAGEM ESPECIAL: COMO A ROBÓTICA ESTÁ MOLDANDO A AGRICULTURA DO FUTURO

Cena AgTech

O presidente da SRP, Afranio Brandão, afirma que entidade não poderia ficar de fora da cena AgTech e que por isso vem reforçando  suas ações no setor. Um bom exemplo disso é o Pavilhão Smart Agro, criado para a ExpoLondrina e que foi todo dedicado à tecnologia para o campo.

Nivaldo Benvenho, diretor comercial da SRP e um dos mentores da aceleradora, diz que a entidade viu a necessidade de incentivar as startups apresentadas durante a maratona. “É uma forma de vermos aqueles projetos, muitos deles de excelente qualidade e que realmente apresentam soluções para problemas do cotidiano do produtor, se transformando em realidade”, comenta.