Agrocorp / Banner-Home /


Raízen, Vivo e Ericsson lançam programa para AgTechs com foco em Internet das Coisas

tecnologia para máquinas agrícolas

Vivo, Raízen e Ericsson, por meio da Wayra e do Pulse e em parceria com a EsalqTec, criaram o Agro IoT Lab 2018, programa de desenvolvimento de aplicações para o campo com foco em Internet das Coisas (IoT).  A chamada para as startups que quiserem participar já começou. As inscrições devem ser feitas no portal www.pulsehub.com.br até o dia 14 de outubro.

O processo é aberto a todas startups que tenham interesse em desenvolver e acelerar projetos para o agronegócio, com foco em soluções e produtos tecnológicos como IoT, energia, hardware, Inteligência Artificial, Machine Learnig, SaaS, Big Data, Cloud Computing, E2E (end to end), entre outros.

Pelo projeto, que alia as expertises das três empresas, a Vivo levará a sua rede móvel 4G para o campo, utilizando a frequência de 450Mhz, enquanto a Ericsson fornecerá apoio às empresas por meio do uso de plataformas de software para IoT. A Raízen, por sua vez, oferecerá infraestrutura agrícola e o acesso aos canaviais.

Processo de seleção

Os projetos serão avaliados em duas etapas por uma equipe de especialistas formada por integrantes da Wayra, braço de empreendedorismo e inovação aberta da Vivo, e o Pulse, hub de inovação da Raízen.

Os dez selecionados terão acesso ao espaço compartilhado do Pulse, localizado em Piracicaba, e a toda a sua infraestrutura de mentoria, workshops networking treinamentos aplicados ao agronegócio, além de terem a possibilidade de participar do ecossistema da Wayra com mentorias, workshops e treinamentos aplicados ao negócio. As empresas serão acompanhadas pela Wayra e, caso faça sentido para os dois lados, poderão receber investimento no futuro. A EsalqTec auxiliará os selecionados na facilitação acadêmica das tecnologias.

“Essa união tem como objetivo desenvolver as tecnologias que colocarão o agronegócio no mundo da Internet das Coisas, apoiando-se no ecossistema de inovação aberta, com startups de base tecnológica focadas em resolver as necessidades do campo”, afirma a diretora de Inovação e Produtos B2B da Vivo, Debora Ignácio Bortolasi.

“Esse acordo já uniu grandes players da indústria, cada um com sua liderança e expertise, e agora ficará ainda mais completo ao trazer as startups para ampliar o uso de nossas redes móveis e plataforma de internet das coisas no setor agrícola” afirma o vice-presidente de Estratégia da Ericsson, Vinicius Dalben.
“A chamada de startups é mais um reflexo do posicionamento do Pulse como um local de oxigenação de ideias que fortaleçam e desenvolvam a economia nacional. A parceria reforça nosso compromisso de atuar dentro de toda a cadeia produtiva e apoiar a evolução tecnológica no campo e na indústria de forma assertiva, buscando as melhores soluções que possam ser aplicadas com escalabilidade como resposta às necessidades de negócios do dia a dia”, afirma Fábio Mota, Head do Pulse.