Agtech /


Marketplace AgriMart conecta produtores por meio de chatbot e Whatsapp

A startup Agrimart, do empreendedor Claudio Bertoldo, utiliza plataformas inteligentes para facilitar a interação entre produtores e vendedores e tem seu mercado voltado para a área de hortifrútis. Saiba mais sobre a startup, que tem sede em São Paulo e foi fundada em março de 2018.

 Nome:

AgriMart.

O que faz:

A Agrimart catalisa os processos de compra e venda de produtos agrícolas (com foco em hortifrúti) por meio de uma plataforma web de e-Procurement para os compradores e de um chatbot negociador (Whatsapp) para os produtores.

Que problema resolve:

A AgriMart tem como proposta:

* Aproximar produtores rurais e compradores interessados nos seus produtos, fazendo a ponte entre oferta e procura no agronegócio.

Qual o diferencial:

A AgriMart usa tecnologia de ponta para viabilizar uma comunicação acessível e simples com o produtor rural, tendo em vista a negociação/compra dos seus produtos: um chatbot via Whatsapp.

Modelo de negócio:

A empresa obtém receitas por meio de transações comissionadas.

Quando foi fundada:

Em março de 2018.

Quem são os fundadores e/ou sócios

Claudio Bertoldo: CTO, é bacharel em Engenharia Elétrica.

Evandro de Oliveira: CMO, é formado em Comunicação Social pelo Centro Universitário de Franca e pós-graduado em marketing pela USP.

Leandro Gioppo: CSO, é engenheiro de produção, farmacêutico e está no último ano de Direito. Tem pós-graduação em marketing de produtos pela ESPM.

Peterson Moreira: COO e estudante de engenharia de produção, com ênfase em serviços.

Quando foi seu momento eureka?

A startup teve sua validação no Hackathon Agrifutura 2018. A motivação foi uma breve palestra da Codeagro no evento, que expôs a oportunidade de negócio na qual a criação da AgriMart foi baseada.

Estágio atual:

Fase de validação do MVP.

Já recebeu investimento?

Não.

Está em busca de investimento?

Sim.

Setor em que atua e concorrências:

Agronegócio / Marketplace para comercialização de hortifrúti.

Concorrentes:

  • MF Rural / http://www.mfrural.com.br
  • HF Rural / http://www.hfrural.com
  • Zimboli / https://www.zimboli.com
  • Grão Direto / http://wwww.graodireto.com.br
  • Go! Horti / http://gohorti.com.br
  • Sumá / http://appsuma.com.br

Principais desafios:

Segundo Claudio, o maior desafio da startup é alcançar a maturidade do ponto de vista comercial, mais precisamente a validação de todas as hipóteses do modelo de comercialização e de sua aceitação pelo mercado.

Faturamento:

Ainda não fatura.

Visão de futuro:

“Estar na palma das mãos de 15% dos pequenos e médios produtores rurais do Brasil em até três anos”, diz Claudio.

O que sua startup gostaria de ser quando crescer?

“Uma multinacional que potencializa os agronegócios em toda a América Latina e que busca o mercado norte-americano e europeu”, afirma.

Qual foi o melhor momento da sua startup até hoje?

“Quando recebemos um feedback muito valioso do MIT (Inclusive Innovation Challenge), que definiu a AgriMart como o ‘Airbnb dos agronegócios e o Uber do transporte de produtos agrícolas’”.

Qual foi o pior momento da sua startup até hoje?

Claudio diz que a maior dificuldade foi encontrar maneiras de viabilizar a conexão entre o produtor e o vendedor por meio de uma tecnologia estável e segura.

Quem deu o primeiro sim para a sua startup?

O Programa SP Stars, promovido pela Prefeitura de São Paulo por meio da agência SP Negócios.

E o primeiro não?

“Não foi necessariamente um ‘não’ – diz Claudio –, mas a falta de feedback de uma das maiores redes de supermercados do Brasil.