Agrocorp / Banner-Home /


E se Jorge Paulo Lemann investisse na sua startup agrotech?

Lemann e a startup agrotech

O bilionário Jorge Paulo Lemann também é agro. Entenda como é a relação dele com o setor e por que uma startup agrotech deveria observar em seus passos

Jorge Paulo Lemann, o brasileiro mais bem colocado no ranking de bilionários da Forbes (número 19 da lista, com fortuna estimada em US$ 28,7 bilhões), também é agro. Embora suas operações raramente sejam ligadas ao setor, o que ele decide pode impactar a cadeia de produção. Seu raio de influência chega aos produtores de carnes bovina, suína e de frangos, cevada, tomate e leite, entre outros produtos agrícolas.

Startup agrotech

Portanto, acompanhar seus movimentos é importante para qualquer agente ligado ao agronegócio, como as startups agrotech e todo o ecossistema de investimento em inovação. Afinal, o 3G Capital – em que opera ao lado de antigos sócios como Marcel Telles e Beto Sicupira ou de mais recentes, como o megainvestidor Warren Buffett –, é um dos grandes fundos globais com atuação na indústria da alimentação.

A revista Plant Project fez uma reportagem sobre a relação de Jorge Paulo Lemann e o agronegócio.
Vale conferir abaixo e preparar o seu pitch!

Jorge Paulo Lemann também é agro

Da Plant Project

Se você é produtor, deve se preocupar com os movimentos de Jorge Paulo Lemann. Brasileiro mais bem colocado no ranking de bilionários da Forbes (número 19 da lista, com fortuna estimada em US$ 28,7 bilhões), suas operações raramente são relacionadas ao agronegócio, mas suas decisões podem refletir fortemente na ponta da cadeia de produção.

As empresas que seu fundo, 3G Capital – em que opera ao lado de antigos sócios como Marcel Telles e Beto Sicupira ou de mais recentes, como o megainvestidor Warren Buffett –, controla estão entre as maiores compradoras de insumos vindos das mais diversas frentes da agropecuária em todo o mundo. São dezenas de marcas, com centenas de linhas de produtos, capazes de influenciar hábitos de consumo e até mesmo preços nos mercados internacionais. Na esfera de influência de Lemann estão produtores de carnes bovina, suína e de frangos, cevada, tomate, leite, entre outros produtos agrícolas.

Essa presença poderia ter ficado ainda maior caso a grande tacada do investidor não tivesse sido frustrada. Em fevereiro de 2017, a indústria de alimentos Kraft-Heinz – na qual o 3G e Buffett são sócios – ofereceu US$ 143 bilhões pela compra da multinacional Unilever, uma operação que daria vida à segunda maior empresa de alimentos do mundo, atrás somente da Nestlé. A Unilever descartou a proposta. Imediatamente, Lemann mostrou seu apetite e abocanhou a rede americana de restaurantes Popeyes, especializada em pratos à base de carne de frango, com 2.600 lojas em território americano e em mais 25 países ao redor do mundo ( continua na Plant Project)

CLIQUE AQUI PARA LER A REPORTAGEM NA ÍNTEGRA.

Texto originalmente publicado na edição #03 de Plant Project (mar/abr 2017).