Agrocorp / Agtech / Destaque /


Food tech: Jasmime cria aceleradora de startups para estimular alimentação saudável

Alimentação saudável

Aceleradora da Jasmine, empresa de alimentação saudável, vai selecionar startups de alimentos para programa que contará com mentoria em diversas áreas

A Jasmine, empresa paranaense do setor de alimentação saudável, criou uma aceleradora de startups de alimentos. O programa Jasmine Open Table, desnevolvido em parceria com a Corporate Garage, quer apoiar projetos nas áreas de food tech, educação alimentar e soluções de alimentação saudável. As inscrições estão abertas ( veja as coordenadas abaixo).

O objetivo é desenvolver projetos de programadores, chefs, pesquisadores, profissionais da saúde, educadores e designers que atuam no ecossistema da alimentação saudável, segundo a companhia.

A seleção funcionará em quatro fases e será feita por uma banca de sete curadores. As startups escolhidas serão aceleradas em 12 semanas. A cada trimestre, a Jasmine pretende selecionar até dez novas empresas, que receberão orientação da empresa e de especialistas em áreas como conhecimento de mercado, desenvolvimento de produtos, marca, logística, distribuição e canais de venda.

LEIA TAMBÉM
ARENA DO STARTAGRO PIRA, USINA DE INOVAÇÃO CONECTA HISTÓRIA, ARQUITETURA E EMPREENDEDORISMO; INSCREVA-SE
POR QUE USAR A PLATAFORMA DE TROCA DE ALIMENTOS IDEALIZADA POR RODRIGO HILBERT, DO GNT

Food tech é tendência

Para a Jasmine, a aceleradora de startups é uma maneira de fomentar o mercado de alimentação saudável. “Um dos nossos objetivos é utilizar todas as ferramentas possíveis para fomentar, incentivar e esclarecer os consumidores sobre o assunto”, disse em comunicado o CEO da Jasmine, Jean-Baptiste Cordon. “O Jasmine Open Table é a nossa proposta para colocar isso em prática.”

Com quase 30 anos de mercado, a Jasmine passou a fazer parte, em 2014, do grupo Nutrition&Santé, companhia europeia de nutrição saudável.

Jasmine está em busca soluções tecnológicas para a área de alimentos naturais

Jasmine está em busca soluções tecnológicas para a área de alimentos saudáveis

Confira abaixo as fases do processo de seleção e como se participar:

1. Inscrição
Para participar, acesse o site do projeto e preencha o formulário
2. Seleção
As startups inscritas serão pré-avaliadas pela equipe da Jasmine e da Corporate Garage, que analisarão pontos como grau de atratividade para a Jasmine, inovação da proposta, adesão ao tema, potencial de mercado, perfil empreendedor e equipe, modelo de negócio e contribuição da Jasmine para a reverberação da solução.

3. Aceleração
Os projetos serão apoiados pelos mentores da Jasmine e pela equipe do Corporate Garage de acordo com uma ementa de aceleração.

4. Graduação
Ao final da mentoria, os empreendedores participarão de um evento de graduação com exposição para mídia, influenciadores, investidores e potenciais clientes.

Quem são os curadores do Open Table

• Jean-Baptiste Cordon – CEO da Jasmine desde março de 2016. Trabalha há 20 anos com produtos de consumo e luxo no Brasil, Europa e EUA. Trabalhou por 12 anos no grupo LVMH e é membro do Harvard Angels Club de São Paulo desde 2012.

• Liza Schefer – Gerente de produtos, integra a equipe da Jasmine desde 2013 e contribuirá especialmente em temas como marketing e produtos.

• Kleber Teraoka – Em 2010, fundou e presidiu a primeira aceleradora de startups non-profit do Brasil, Campinas Startups, destacada pela OECD como case modelo em Business Collaboration na América Latina em 2013. Atualmente desenvolve projetos de inovação e investe em startups deste segmento por meio da Corporate Garage. Ele analisará as questões de tecnologia toda aparte tecnológica.

• Bruno Simões – Fotógrafo, arquiteto, designer, curador, crítico, educador e empresário, é sócio-curador da feira de design-arte MADE, evento de design autoral da América Latina. É Diretor do Ateliê Bruno Simões; Diretor do Museu Virtual do Design; autor de livros como “Desafios do Design Sustentável Brasileiro”, entre outros. Bruno será o curador do tema design.

• Felipe Bandoni – Biólogo, é mestre em Fisiologia e doutor em Genética e Evolução pela USP-SP. É professor do ensino fundamental há 14 anos e cuidará dos assuntos educação e biologia.

• Tati Lund – Chef de cozinha, é formada pela Natural Gourmet Institute for Health and Culinary Arts (EUA) e nutricionista graduada pela UFRJ. É proprietária e chef executiva do restaurante .Org, aberto em 2011. Suas receitas são conhecidas por utilizar apenas ingredientes integrais, locais, sazonais, frescos, orgânicos e não processados. Com esse conceito, Tati apresenta o Comida.org, o GNT.