Agrocorp / Banner-Home /


AgriHub organiza missão para conhecer startups AgTech da Índia e busca oportunidades de negócios

Startups Agtech da Índia

Grupo quer conhecer cases de sucesso de startups AgTech da Índia e promover intercâmbio comercial, que pode resultar em vendas futuras de grãos de soja não transgênica e feijão

O projeto AgriHub, do Sistema Famato, iniciou uma missão técnica para conhecer as novas tecnologias e o ecossistema de startups AgTech da Índia, um dos principais países no ranking global do ecossistema de startups. Iniciada nesta quinta-feira (23/08), a jornada se estende até 1º de setembro, quando o grupo participará da 10ª Feira AgriTech em Bangalore, capital do estado de Karnataka. A AgriTech Índia é uma feira internacional de agronegócio voltada à exposição de equipamentos, produtos e soluções tecnológicas. A estimativa dos organizadores é receber cerca de 40 mil visitantes.

“O AgriHub foi convidado para participar dessa feira. Será uma oportunidade interessante para conhecer as ideias e inovações das empresas e startups indianas e de outros países que trabalham com gestão de irrigação, manejo de solo, logística e armazenamento, por exemplo”, afirma o segundo vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa.

Além de ir à feira, o grupo que participara da missão técnica, composta por 15 participantes – entre líderes e empresários do agronegócio mato-grossense-, visitará startups, empresas, institutos de pesquisa, universidade.

Startups AgTech da Índia

Segundo o superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Daniel Latorraca, a Índia é referência em novas tecnologias no mundo. “Para o AgriHub, é importante conhecer os casos de sucesso indianos. A viagem se tornou possível porque o país também pode ser um grande potencial consumidor dos nossos grãos de soja não transgênica, feijão e pulses”, diz Latorraca.

Com 1,3 bilhão de habitantes, a Índia é o segundo país mais populoso do mundo depois da China. Metade da população depende da agricultura, que vem ganhando um novo cenário com os investimentos em tecnologia.

As startups estão revolucionando quase todos os segmentos da economia indiana, segundo análise do AgriHub. Entre as cidades visitadas pela Missão Técnica AgriHub estará a Hyderabad, capital do estado Telangana, considerada a capital tecnológica do país. O governo local identificou a tecnologia da informação, biotecnologia e produtos farmacêuticos como áreas de enfoque para o desenvolvimento.

Na programação, o Sistema Famato promoverá no dia 27 de agosto, a partir das 14h, um seminário para startups e empresas de Nova Delhi, a capital indiana. O adido agrícola, Dalci Bagolin, e o chefe da seção de tecnologia e inovação da embaixada brasileira na Índia, Pedro Ivo Ferraz da Silva, integrarão a comitiva e participam da organização do seminário junto com a Famato.

“Vamos apresentar informações sobre o agronegócio de Mato Grosso, como é nossa produção de soja, milho e algodão e as ações desenvolvidas pelo AgriHub”, diz o produtor rural e consultor da Famato, Ricardo Arioli.

Durante o seminário, o presidente corporativo da UPL, Sagar Kaushik, fará uma apresentação sobre as oportunidades na Índia e no Brasil. A empresa do segmento de agroquímicos é focada em desenvolver soluções diferenciadas para a agricultura e está distribuída em 124 países.

Entre os participantes da missão estão lideranças da Famato, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Instituto Soja Livre, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Associação dos Produtores de Semente de Mato Grosso (Aprosmat) e Conselho Brasileiro de Feijão e Pulses (CBFP).

Esta é a terceira missão técnica promovida pelo AgriHub. A primeira foi em 2016 no Vale do Silício, na Califórnia, e a segunda em 2017 em Israel.