Agtech / Impacto Social / Tendências /


AgTech: 3 startups de agronegócio que você deve conhecer

3 startups de agronegócio que você conhecer

As startups do agronegócio estão se diversificando rapidamente no Brasil. Os exemplos de empresas que aliam tecnologia aplicada à agricultura – conhecidas como AgTech – vão de soluções para monitoramento inteligente por smartphone a mercado online de produtos orgânicos.

A StartAgro pinçou três exemplos que startups do mundo agro que merecem ser observadas com mais atenção.

COMO O PRODUTOR RURAL USA INTERNET, SMARTPHONES, WHATSAPP E APLICATIVOS
10 COISAS QUE VOCÊ NÃO SABIA SOBRE O PRODUTOR RURAL E A TECNOLOGIA
INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA AGRICULTURA: SONHO DISTANTE OU REALIDADE?

Confira:

Aegro – Software de gestão agrícola

A produtividade no campo passa diretamente pela boa coleta e análise de informações sobre controle de estoques, áreas cultivadas e preparo do solo. O problema é que esse tipo de registro costuma ser feito de forma analógica. Em bom português, com uma montanha de papel, o que dificulta a tomada de decisão.

A Aegro, startup incubada no Centro de Empreendimentos em Informática (CEI) do Instituto de Informática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), se propõe a solucionar essa questão.

A empresa desenvolveu um software de gestão do processo agrícola, que auxilia da semeadura à colheita.  Ao atuar sobre as atividades de produção, finanças e comercial, o programa ajuda a reduzir desperdícios e aumenta a produtividade das lavouras.

Fundada em 2015, a empresa foi fundada por Pedro Russo, Paulo Vitor Silvestrin, Thomas da Silva Rodrigues e Francisco Gerdau de Borja. Em junho deste ano, a empresa ficou em segundo lugar na categoria Next Generation Apps, do prêmio SAP Hana Innovation Award 2016.

Os vencedores foram escolhidos entre mais de 100 inscrições de 36 países em quatro categorias. O prêmio foi entregue durante o Sapphire, evento mundial organizado em mês de maio, na Flórida, pela companhia americana de tecnologia.

Agrosmart – Aplicativo para gerenciar irrigação

A solução para economizar consumo de água na irrigação pode estar num smartphone. A Agrosmart, startup paulista fundada em 2014, desenvolveu um aplicativo que torna o gerenciamento das plantações mais inteligente.

O programa conecta o produtor rural à lavoura. A tecnologia trabalha a partir de sensores espalhados no campo capazes de monitorar a umidade do solo e a existência de pragas, entre outros recursos.

As informações coletadas são processadas, e o aplicativo recomenda ao agricultor os intervalos mais indicados para irrigar as plantações. Dessa maneira, segundo a startup, é possível obter uma economia de até 60% em consumo de água.

Neste ano, a Agrosmart recebeu aporte do Fundo de Inovação Paulista, capitaneado pela empresa de fomento Desenvolve SP. O fundo tem patrimônio de R$ 105 milhões e faz aportes que oscilam de R$ 2 milhões a R$ 6 milhões por startup.

Em 2015, a Agrosmart se associou à EsaldTec, incubadora da Escola Superior Luiz de Queiroz ( Esalq). No mesmo ano, Mariana Vasconcelos, fundadora e CEO, ganhou uma bolsa de estudos em uma universidade ligada à Nasa por causa do Agrosmart, pois o aplicativo ajuda a lidar com um dos maiores desafios globais, a questão hídrica.

Organomix – Mercado online de produtos orgânicos

A busca por alimentação saudável é algo que mobiliza um número cada vez maior de consumidores.  É nesse contexto que o setor de orgânicos começa a se fortalecer no Brasil.

O Organomix procura atender a essa demanda por meio dos canais digitais.  Trata-se um mercado online de produtos orgânicos.

Desenvolvido pela i5 Empresas, companhia com mais de dez anos de mercado que investe em startups, o Organomix atua no Rio de Janeiro e em São Paulo.

A loja virtual, que comercializa mais de 1,5 mil de 300 fornecedores, só trabalha com itens orgânicos, naturais e integrais, sem corantes, adoçantes ou gordura trans.