Agrocorp /


Pesquisa inédita mostra como a cidade vê o agro

Nos EUA, estima-se que 52% dos agricultores já utilizem alguma forma de direção automática

O brasileiro que vive nas principais capitais do País conhece e se orgulha do trabalho realizado pela imensa cadeia que atua nas empresas rurais, muitas vezes bem longe dos grandes centros. Essas são algumas das primeiras conclusões obtidas pela PESQUISA PLANT PROJECT-JH/B2F-BRIDGE RESEARCH – A PERCEPÇÃO DO CAMPO NA CIDADE, divulgadas na quarta-feira, 8 de novembro, durante o painel “Agronegócio, a Marca do Brasil”, que encerrou a programação do Auditório Futuro Fértil na HSM Expo 2017 (confira, em vídeo, como foi o painel).

De acordo com o estudo – que buscou identificar de que forma o meio urbano entende, avalia e se sente conectado ao Agronegócio – a resposta “orgulho” foi apontada por 96% dos 1022 entrevistados quando questionados sobre qual seria o seu sentimento no caso de o Brasil assumir internacionalmente sua vocação de País do Agronegócio – apenas 4% citaram vergonha. A imensa maioria (86%) afirma já ter algum conhecimento sobre o segmento.

O estudo

O estudo – que se propõe a gerar insights para a formulação de políticas de desenvolvimento e até de comunicação para governos e empresas associadas ao setor – foi realizado em parceria pela plataforma Plant Project, especializada em conteúdo voltado para os líderes do Agronegócio — e seus parceiros JH-B2F e Bridge Resarch, nos últimos 30 dias, nas principais capitais brasileiras, de todas as regiões.

Foram entrevistadas pessoas de todas as classes sociais e níveis de escolaridade, trazendo informações surpreendentes para quem atua nos mais diversos elos das cadeias produtivas agropecuárias e agroindustriais. “A maior parte das respostas mostra uma percepção altamente positiva do Agronegócio entre os habitantes das grandes cidades, o que abre espaço para que o setor crie estratégias mais diretas de comunicação com o consumidor, esclarecendo sobretudo pontos sensíveis como os relacionados com segurança alimentar e questões ambientais”, afirma Luiz Fernando Sá, sócio e diretor editorial da PLANT PROJECT.

Os resultado completo da pesquisa será divulgado na edição 07 da revista PLANT PROJECT, que circulará no início de dezembro, nas versões impressa e digital.

A divulgação dos primeiros resultados do estudo dentro do maior evento sobre gestão e educação executiva da América Latina reforça o espírito do trabalho, que visa a compreender a melhor maneira de fazer as conexões entre consumidores urbanos e o universo empresarial rural.

Em 2017 a HSM Expo preparou, pela primeira vez, um espaço dedicado exclusivamente a promover debates sobre o agronegócio, segmento que responde por cerca de um quarto do PIB brasileiro. O Auditório Futuro Fértil foi resultado de uma parceria da HSM com as plataformas Plant Project e StartAgro, especializadas em comunicação para o setor e sobre inovação e tecnologia voltadas para a agropecuária. O projeto tem patrocínio diamante da Caixa e patrocínio ouro da SAP.

Confira mais detalhes sobre o estudo no site da Plant Project.