Agtech / Notícias /


Indigo lança desafio de startups com foco em sequestro de carbono

Agtech mais valiosa da atualidade, a Indigo Ag lançou hoje o Terraton Chllenge, um desafio para startups. O programa integra a Terraton Initiative, cujo objetivo é sequestrar um trilhão de toneladas de carbono da atmosfera em reservas no solo. Empreendedores interessados podem inscrever suas ideias até o dia 1º de outubro neste link.

O desafio está estruturado em três áreas: aceleração do sequestro de carbono pelo solo, métodos para quantificar o carbono no solo e programas financeiros inovadores que premiem produtores que adotem práticas de sequestro de carbono. As startups devem se inscrever diretamente em uma das três categorias. A vencedora em cada área receberá US$ 20 mil em financiamento para promover a solução.

As selecionadas também terão acesso a mentorias e poderão testar seus produtos em fazendas de parceiros da Indigo.. “Queremos que todos os empreendedores e inovadores do mundo vejam que a agricultura é a maior alavanca que temos para enfrentar as mudanças climáticas”, disse Geoffrey von Maltzahn, diretor de inovação da Indigo, em entrevista ao site AgFunder News.

Leia mais:
A chegada silenciosa da Indigo ao Brasil
O futuro da Indigo

O cronograma do desafio prevê um período de seleção das startups até o dia 22 de outubro. A incubação ocorrerá entre novembro de 2019 e janeiro de 2020. Depois, entre fevereiro e outubro de 2020, as soluções serão testadas nas propriedades de parceiros e nos laboratórios da Indigo. As startups com soluções com potencial poderão receber o investimento de US$ 20 mil e, posteriormente, contratos de até US$ 3 milhões com a empresa.

A Indigo lançou no mês passado o Carbon Marketplace, dedicado a beneficiar produtores de acordo com a quantidade de carbono que eles conseguem capturar em suas propriedades. A plataforma vai facilitar e incentivar pagamentos por tonelada de carbono a empresas alimentícias que querem oferecer produtos “carbono negativos”. As credenciais de cada colheita poderão ser conferidas por meio do sistema de transporte da agtech. Inicialmente, ela vai oferecer US$ 15 por tonelada, mas o preço pode variar de acordo com a oferta e demanda.