Agtech / Banner-Home /


Conheça a YouAgro, a rede social que quer conectar o agronegócio

Objetivo da startup é conectar toda a cadeia, criando uma rede em que as pessoas compartilhem experiências e oportunidades de negócios

Por Pedro Romanos

O setor AgTech tem vivido uma efervescência de empreendedorismo, com novos projetos em diversas áreas. Uma dessas novas startups a YouAgro, que pretender a ser a rede social do agro. Ela pode ser acessada pelo Facebook.

Conheça melhor o que é o projeto e seus objetivos.

Nome: YouAgro

O que faz:

É uma mídia social especializada em agro. Pretende conectar toda a cadeia, criando uma rede em que as pessoas compartilhem experiências e oportunidades de negócios. Os posts publicados são voltados para o agro, com uma curadoria especializada.

Que problema resolve:

A falta de conectividade entre usuários e seus interesses. O Youagro quer estimular a cultura de colaboração no setor e dar um chega prá lá nas fake news.

Qual o diferencial:

Segundo Guilherme Ferraudo, o idealizador da rede, o projeto dá voz e poder ao usuário. Na YouAgro, os participantes tendem a ter maior engajamento, diz o criador.

Modelo de negócio:

Ainda em preparação. Guilherme estuda a possibilidade de comercializar publicidade e quer chegar a algum ativo tecnológico capaz de gerar receitas. O acesso será gratuito para o usuário.

Quando foi fundada: Setembro de 2016

Quem são os fundadores e/ou sócios

O criador é Guilherme Ferraudo (Estatístisca), que conta com o apoio na equipe de um entomologista, um engenheiro florestal, um profissional de TI e um comercial.

Quando foi o momento eureka?

Os sócios possuem experiência de mais de 10 anos no agronegócio, o que permitiu a eles perceberem mudanças importantes no mercado, como a pressão crescente da opinião pública e o fato de que existe muita tecnologia disponível, mas ainda distante do campo. Foi a partir dessa avaliação que nasceu a ideia do Youagro.

Estágio atual da startup:

Embrionário. Possui mais de 1000 usuários e mais de 40 grupos de discussão.

Já recebeu investimento no mercado?

Ainda não. Por enquanto, os recursos vieram do próprio sócio.

Está em busca de investimento?

Sim.

Setor em que atua e concorrências:

A startup atua no setor comunicação digital e tecnologia. Segundo Guilherme,  não há concorrentes diretos no momento. Sites de troca de informação, no entanto, são concorrentes indiretos, embora não exista um aplicativo específico para o agro.

Faturamento:

Ainda não gera receita.

O que sua startup gostaria de ser quando crescer?

Segundo Guilherme, o objetivo é chegar ao seguinte patamar: ser o canal em que qualquer pessoa que trabalha no mercado agro acessa logo quando  acorda pela manhã.

Qual foi o melhor momento da startup até hoje?

“Em fevereiro deste ano definimos nosso plano de ação. Visitamos influenciadores, tivemos entrevistas com jornalistas e a empresa passou por um crescimento expressivo” nos acessos.

Qual foi o pior momento da sua startup até hoje?

“Até agosto de 2017. Havia muita dúvida em relação ao negócio”, diz Guilherme.

Quantos “nãos” a startup já recebeu?

“De cada dez pessoas com quem  falo, três fecham as portas. Não tenho problema com isso, temos que ir à luta”, afirma Guilherme.

Onde encontrar

Facebook: